AS NOSSAS POLÍTICAS

SEGURANÇA E AMBIENTE

Na Castrol, temos metas elevadas para com a segurança e ambiente. Por isso estamos empenhados em ouvir e responder as necessidades dos nossos clientes e a trabalhar na nossa indústria de forma a elevar os standards de HSE (Health Security and Environment). 

O cuidado que colocamos na gestão dos nossos produtos e práticas, beneficiam directamente os nossos clientes, os seus empregados e comunidades onde operam. 
Como companhia, estamos comprometidos a cumprir as leis e legislação ambiental e estabelecer standards a nível mundial. Vamos continuar a diminuir os impactos ambientais das nossas operações, reduzindo os resíduos, emissões, descargas e usando a energia de forma eficiente. Continuaremos a produzir produtos de qualidade que poderão ser manuseados com segurança pelos nossos clientes.

Os nossos objectivos são: 
  • Nenhum acidente
  • Nenhum dano para o homem
  • Nenhum dano para o meio ambiente
Para obter mais informações sobre as fichas de dados de higiene e segurança, por favor contacte-nos directamente, utilizando o formulário disponível ara o efeito, ou contacte directamente o serviço ao cliente, pelo número 707 50 20 30

POLÍTICA DE SAÚDE, SEGURANÇA E AMBIENTE

Perguntas mais frequentes sobre o REACH

COMO ESTÁ A BP PORTUGAL LUBRIFICANTES A PREPARAR A IMPLEMENTAÇÃO DO REACH E QUEM DEVEMOS CONTACTAR PARA OBTER MAIS INFORMAÇÕES?

Cumprir o REACH é uma das nossas maiores prioridades. Foi criada uma equipa de projecto central há vários anos para supervisionar o processo. O vosso contacto principal nesta área está identificado no final deste documento.

VÃO CONTINUAR A ESTAR DISPONÍVEIS TODOS OS PRODUTOS FORNECIDOS PELA BP PORTUGAL LUBRIFICANTES?

Fizemos um pré-registo de todas as substâncias (fabricadas ou importadas) a que somos obrigados por lei. Como fabricantes de lubrificantes adquirimos uma vasta gama de matérias-primas a fornecedores terceiros. Para assegurarmos o fornecimento, contactámos todos os nossos fornecedores de matérias-primas para sabermos quais as suas intenções em relação ao pré-registo. Não esperamos uma interrupção no fornecimento de lubrificantes como consequência da legislação estabelecida pelo REACH. Como não existe a obrigação de disponibilizar os números de pré-registo, não temos intenção de fornecer esta informação.

QUE SUBSTÂNCIAS PRESENTES NOS VOSSOS PRODUTOS PODERÃO ESTAR SUJEITAS A AUTORIZAÇÃO?

A análise das actuais Frases de Risco dos componentes dos nossos produtos está em curso, de modo a identificar produtos químicos que estejam potencialmente em risco.

POR FAVOR COMENTE OS PASSOS QUE ESTÃO A TOMAR PARA ASSEGURAR QUE ESTAS SUBSTÂNCIAS SERÃO AUTORIZADAS OU SUBSTITUÍDAS, CONFORME FOR MAIS APROPRIADO.

Vamos trabalhar com os nossos fornecedores quando a Autorização para as substâncias for um requisito. Contudo, as orientações sobre os requisitos para Autorização ainda não estão publicadas e vamos por isso ficar atentos à evolução desta questão.

QUE APLICAÇÕES DE CLIENTES VÃO SER SUPORTADAS PELA BP E PELOS SEUS FORNECEDORES NOS DOSSIERS DE REGISTO?

Vamos dar suporte às aplicações mencionadas nas fichas técnicas de produto. Se alguém considerar que faz uma aplicação original dos nossos produtos, ou que a mesma não se inclui nos usos mencionados nas fichas, então teremos de perceber que implicações acarretam. A inclusão de utilizações adicionais nos registos poderá implicar o pedido de informações de suporte aos nossos clientes.

COMO COMUNICARÃO AOS VOSSOS CLIENTES AS APLICAÇÕES QUE ESTARÃO ABRANGIDAS NOS REGISTOS?

Durante os próximos 12-15 meses, vamos comunicar com os clientes sobre as aplicações e exposições ao perigo, informando-os das nossas intenções. Poderão ser passadas informações adicionais sobre aplicações ao contacto habitual de negócio, para consideração e discussão. No devido tempo, as fichas de dados de segurança, ampliadas, serão usadas para comunicar informação após o registo da substância.

ESPERAM SOLICITAR INFORMAÇÃO SOBRE APLICAÇÕES E EXPOSIÇÕES AOS VOSSOS CLIENTES?

Já identificámos uma série de aplicações genéricas para os lubrificantes e estamos a trabalhar no sentido de desenvolver possíveis cenários de exposição que lhes estejam associados. Vamos solicitar informação de suporte para esses cenários, quando necessário, a associações comerciais e clientes. Se for preciso, usaremos ferramentas IT padronizadas da Indústria para tais comunicações – ferramentas essas em desenvolvimento contínuo.

QUAIS SÃO AS IMPLICAÇÕES SE UM CLIENTE IMPORTAR PARA A UNIÃO EUROPEIA UM ARTIGO QUE CONTENHA UM LUBRIFICANTE VOSSO?

A resposta a esta questão depende se as substâncias que compõem o artigo se vão libertar durante qualquer etapa do ciclo de vida do produto (excepto na etapa de resíduo). Se houver libertação, o importador será obrigado a registar todos os componentes que excedam uma tonelada/ano/entidade legal. Nestes casos, um pré-registo tardio deve ser considerado se alguma substância introduzida se libertar em condições de uso normais ou razoavelmente previsíveis pela primeira vez após Dezembro de 2008.

OS VOSSOS PRODUTOS CONTÊM SUBSTÂNCIAS DA LISTA DE CANDIDATAS A AUTORIZAÇÃO QUE SUSCITEM ELEVADA PREOCUPAÇÃO?

De acordo com a publicação da primeira lista de substâncias candidatas a Autorização pelo ECHA (Outubro 2008), podemos confirmar que nenhuma das 15 substâncias estão presentes nos nossos produtos num teor superior a 0.1%.

PODEM DISPONIBILIZAR O PRÉ-REGISTO OU O NÚMERO DE REGISTO DOS VOSSOS PRODUTOS?

O pré-registo e os números de registo são atribuídos a substâncias químicas isoladas e não aos produtos formulados. Somos sobretudo formuladores de lubrificantes e derivados e adquirimos as matérias-primas a fornecedores. É da responsabilidade desses fornecedores fazer o pré-registo e subsequente registo das substâncias. Por isso não vamos ter acesso aos números de pré-registo. Houve apenas um pré-registo de um número pequeno de substâncias que fabricamos ou importamos. Após registo das substâncias nas datas requeridas (Dez 2010, Junho 2013, ou Junho 2018), o número estará disponível na Ficha de Dados de Segurança ampliada do fornecedor. A Ficha de Dados de Segurança do produto lubrificante formulado conterá os números de registo quando for exigida a identificação na secção 3 das Fichas, segundo os requisitos do REACH. (Como está definido no Anexo II, secções 3.2 e 3.3 da Legislação REACH).

Para mais informações

O regulamento REACH é muito complexo – para mais informações, por favor contacte:
Nome: Teresa Morais
Tel: 00351-213891000