Castrol une-se ao Projeto Bloodhound

O Projeto BLOODHOUND tem orgulho de anunciar a sua mais nova parceria com a Castrol, uma das maiores marcas de óleos lubrificantes do mundo, que fornecerá lubrificantes de alto desempenho, fluidos de freio e hidráulicos que serão usados no carro supersónico BLOODHOUND – o carro de corrida terrestre que atinge 160 km por hora, atualmente em construção em Bristol, no Reino Unido.
A Castrol sempre foi sinónimo de pioneirismo, paixão pelo que faz e bom desempenho e esteve presente em alguns dos maiores feitos do planeta. A empresa sempre apoiou feitos espetaculares de pioneiros e pessoas que quebraram recordes em terra, na água e no ar, e dá prosseguimento ao seu trabalho com essa fantástica parceria com o BLOODHOUND.

A empresa tem um histórico notável na Land Speed Racing (Corrida Terrestre), a forma de competição original, mais pura e rápida do automobilismo. O recorde de velocidade terrestre foi quebrado 21 vezes com a Castrol como parceira, da primeira tentativa de recorde de Sir Malcolm Campbell, em 1924, com 146 mph (235 km/h) aos 30 anos de história no auxílio às campanhas da Thrust. A Thrust elevou pela primeira vez o recorde de velocidade terrestre para 633 mph (1019 km/h) com o Thrust 2, de Richard Noble, depois para 763 mph (1228 km/h), com Andy Green na direção do Thrust SSC, em 1997. Esse recorde mantém-se até hoje e será o primeiro desafio do BLOODHOUND SSC ao chegar à região de Hakskeen Pan, África do Sul, em 2015. 

O novo carro de corrida com 135 mil cavalos de potência utilizará diversos produtos de última geração da Castrol durante os testes e as tentativas de recorde, incluindo o óleo de motor da empresa, o mais forte de todos os tempos, o Castrol EDGE, o fluido para travões com a fórmula para carros desportivos, o Castrol React SRF, e os fluidos hidráulicos da Castrol já utilizados pela NASA.

Paul Waterman, presidente global da Castrol disse: “É um grande prazer colaborar com o projeto Bloodhound. Na Castrol, orgulhamo-nos do nosso histórico como pioneiros em combustíveis e, com essa parceria, temos a hipótese de mostrar como os nossos produtos de alto desempenho definem novos padrões, que vão além de qualquer expectativa”.

“Estamos muito felizes por a Castrol se ter juntado à equipa. A marca é sinónimo de corridas de altíssimo nível e, claro, de muitos feitos pioneiros na Land Speed Racing. Estou feliz por continuar uma relação de 30 anos com a Castrol, e por já ter trabalhado com eles nos dois projetos, Thrust 2 e Thrust SSC. É uma grande marca e não trabalhará connosco somente na parte técnica. Irá ajudar-nos a partilhar essa aventura de engenharia com o público de todo o mundo”, afirma o diretor do Projeto BLOODHOUND, Richard Noble.

Para mais informações, imagens e vídeos, entre em contato com:

Richard Knight

Jules Tipler

richard.knight@mettlepr.com / +44 (0) 7725 996 625
jules.tipler@mettlepr.com / +44 (0) 7811 166 795

Sobre a Castrol

A Castrol, uma das principais marcas de lubrificantes do mundo, possui um admirável histórico de inovação, abastecendo os sonhos dos pioneiros. A sua paixão pelo desempenho, combinada com uma filosofia de trabalho em parceria com os fabricantes, permitiu que a Castrol desenvolvesse óleos que compõem o núcleo de inúmeros recursos tecnológicos em terra, no ar, no mar e no espaço há mais de 100 anos. Hoje, o vasto portefólio de lubrificantes de alto desempenho da empresa, que incluem Castrol EDGE, Castrol MAGNATEC e Castrol Power1, está disponível em cerca de 140 países.

Notas aos editores

  • O recorde mundial em velocidade terrestre é de 763 mph (1230 km/h) e é atribuído à Thrust SSC, equipa britânica liderada pelo diretor do Projeto BLOODHOUND, Richard Noble, e dirigida por Andy Green.
  • A equipa do BLOODHOUND percorreu o mundo em busca do deserto perfeito onde o carro pudesse correr. Precisava de ter no mínimo 19,5 quilómetros de comprimento, três quilómetros de largura e ser completamente plano. A região de Hakskeen Pan, Cabo do Norte, na África do Sul, foi a escolhida.
  • A toda velocidade, o BLOODHOUND SSC cobrirá 1,6 quilómetros em 3,6 segundos. Isso equivale a percorrer 4,5 campos de futebol lado a lado por segundo.
  • O BLOODHOUND conta com três fontes de energia, um jato Rolls-Royce EJ200 de um Eurofighter Typhoon, um conjunto de foguetes híbridos NAMMO e um motor de carro de corrida de 750 cavalos que ativa a bomba oxidante do foguete. Entre elas, gera-se o equivalente a 135 mil cavalos de potência, ou seja, igual a 180 carros de F1.
  • O BLOODHOUND SSC está a ser atualmente montado no Centro Técnico da BLOODHOUND, em Bristol. Tudo está a evoluir dentro do esperado para a implantação no verão de 2015, quando passará por testes no Reino Unidos chegando até 200 mph (321 km/h) no Aerohub, Newquay. A equipa passará então para a África do Sul para começar os testes de alta velocidade, esperando atingir 800 mph (1287 km/h). A equipa voltará ao Reino Unido para rever os dados e, em seguida, voltará para a África do Sul, em 2016, com o objetivo de atingir 1000 mph (1.609 km/h).
  • Mais de 250 empresas do Reino Unido, sendo a maioria PME, estão envolvidas no projeto, que se tornou a vitrina da capacidade da ciência e da engenharia.
  • Mais de 5500 escolas de ensino básico registaram-se para o uso dos recursos educacionais gratuitos da BLOODHOUND em sala de aula.
  • O programa educacional também se encontra na África do Sul, com mais de 200 escolas participantes, e mais de 100 embaixadores da BLOODHOUND registados para ajudar no uso do projeto como fonte de inspiração para os jovens no estudo de matemática e ciências. O programa está presente em escolas de todo o país, mas principalmente na província do Cabo do Norte, onde se encontra a pista em que o BLOODHOUND SSC correrá.